«

»

out. 31 2012

Imprimir Post

“Caminhos da Resistência”, locais que foram palco da repressão e da resistência na ditadura militar

Praça Rui Barbosa abrigava prisão para opositores ao regime.

A Praça Rui Barbosa é um dos pontos mais populares de Curitiba, local onde diariamente circulam e desembarcam milhares de pessoas vindas de toda a capital. É nesta praça que ficam também a Rua da Cidadania Matriz e várias áreas de comércio popular. Mas o que a maioria população que por ali circula desconhece o fato de que este foi um local utilizado pela Ditadura Militar para prender temporariamente opositores ao regime. O local faz parte dos Caminhos da Resistência, locais que foram palco das violações dos direitos humanos e da luta popular pela democracia. Nominados pelo Fórum Paranaense de Resgate da Verdade, Memória e Jutiça durante a vinda da 63ª Caravana da Anistia a Curitiba..

Na semana passava a 63ª Caravana da Anistia  esteve em Curitiba  inaugurou quatro marcos de memórias,  o local de repressão, no antigo presídio do Ahú, e os locais de resistência,  a Boca Maldita, Reitoria e prédio Histórico da UFPR,onde o movimento estudantil lutou contra o regime militar e a violação dos direitos humanos.

Repressão – Além da Praça Rui Barbosa, outro ponto utilizado pela Ditadura Militar seria a chamada Clinica Marumbi, local de tortura contra os militantes presos no Paraná durante a Operação Marumbi. A clinica, segundo alguns relatos de ex-presos políticos, ficava na antiga veterinária do Exercito, ao lado do Shopping Curitiba. Sua exata localização ainda é  desconhecida pois os presos eram para lá levados encapuzados e será alvo  de investigação da Comissão Nacional da Verdade. Presume-se que ficasse entre a Avenida Visconde de Guarapuava e as ruas Dr. Pedrosa e Brigadeiro Franco.

Órgão histórico de repressão, a DOPS ficava na rua João Negrão, no centro de Curitiba. Porão da repressão, a DOPS foi um dos principais palcos de sevícias hediondas contra ex-presos políticos.

A Caravana da Anistia além de inauguras marcos no Ahú, reitoria, prédio histórico da UFPR e na Boca Maldita julgou 42 processos de indenização de ex-presos políticos. Os casos envolvem paranaenses e cidadãos de outros estados.

 

 

 


QR Code - Take this post Mobile!

Faça a leitura deste código QR (Quick Response) com o seu smartphone ou tablet. O código conduzirá à URL desta página que será salva no seu o dispositivo móvel para acesso, compartilhamento e armazenamento.

Link permanente para este artigo: http://www.forumverdade.ufpr.br/blog/2012/10/31/caminhos-da-resistencia-locais-que-foram-palco-da-repressao-e-da-resistencia-na-ditadura-militar/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *