«

»

nov. 24 2012

Imprimir Post

CNV: Operação Condor: Ativista Jair Krischke fará revelações à Comissão da Verdade

Operação Condor: Ativista Jair Krischke fará revelações à Comissão da Verdade – 23/11/2012

Documentos inéditos sobre repressão serão entregues à CNV em Brasília em sessão pública

A Operação Condor, aliança internacional de repressão que atuou no Cone Sul na década de 1970 será o tema central do testemunho do ativista de direitos humanos Jair Krischke à Comissão Nacional da Verdade (CNV), em Brasília, a partir das 14h desta segunda-feira, 26 de novembro.

Em audiência aberta ao público, na sala de cinema do Centro Cultural Banco do Brasil (próximo a entrada 4 do CCBB, no Setor de Clubes Sul, em Brasília), a CNV receberá do ativista gaúcho de 74 anos documentos inéditos do acervo do Movimento de Justiça e Direitos Humanos (MJDH), que ele preside desde 1979, ano de sua fundação.

Respeitado internacionalmente, o MJDH de Krischke salvou da tortura, da morte ou do desaparecimento cerca de duas mil pessoas perseguidas durante os anos de chumbo das décadas de 1960 a 1980, quando regimes militares sufocaram a democracia nos países do Cone Sul do continente — Uruguai, Argentina, Chile, Paraguai e Bolívia, além do próprio Brasil.

Na sessão da CNV, a ser presidida por Claudio Fonteles, coordenador da Comissão, e Rosa Cardoso, coordenadora do Grupo de Trabalho sobre Operação Condor, Krischke mostrará documentos secretos que apontam o Brasil como criador e pioneiro da conexão multinacional que caçou, torturou, matou ou fez desaparecer centenas de dissidentes políticos perseguidos além-fronteira pelo aparato repressivo dos regimes da região.

Apoiado na documentação do MJDH, Krischke citará a primeira ação da Condor, ocorrida em Buenos Aires ainda em 1970. O relato será acompanhado da lista oficial, fornecida por canais oficiais de Buenos Aires, com os nomes dos brasileiros ou descendentes desaparecidos na Argentina por ações combinadas da repressão dos dois países. Um documento do DOPS de São Paulo que narra uma operação da Condor, acontecida na capital paulista em 1976, agora faz parte da “Causa Condor” que tramita na Justiça Federal Argentina.

O ativista exibirá provas documentais com pedidos ao Brasil da captura de militantes da oposição caçados pela repressão da Argentina, Uruguai e Paraguai, muitos deles até hoje desaparecidos. “Um desses documentos informa com singeleza: ‘preso pelo Exército brasileiro e entregue a polícia do Uruguai contra recibo’”, antecipa Krischke.

Krischke vai contestar a versão oficial das autoridades militares brasileiras sobre a queima de arquivos, informando sobre o atual paradeiro de documentos supostamente destruídos, sem autorização legal.

 

FONTE:

Assessoria de Comunicação
Comissão Nacional da Verdade
Mais informações à imprensa: Marcelo Oliveira
61-3313-7324
comunicacao@cnv.presidencia.gov.br

Documentos inéditos sobre repressão serão entregues à CNV em Brasília em sessão pública 23/11/2012 – Operação Condor: Ativista Jair Krischke fará revelações à Comissão da Verdade


QR Code - Take this post Mobile!

Faça a leitura deste código QR (Quick Response) com o seu smartphone ou tablet. O código conduzirá à URL desta página que será salva no seu o dispositivo móvel para acesso, compartilhamento e armazenamento.

Link permanente para este artigo: http://www.forumverdade.ufpr.br/blog/2012/11/24/cnv-operacao-condor-ativista-jair-krischke-fara-revelacoes-a-comissao-da-verdade/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *